quarta-feira, 27 de junho de 2012

Pensamento do dia


Roupa de mãe

Muito se fala sobre roupas de gestantes, mas pouco se fala sobre roupas de mãe.
No meu caso especificamente, sempre sofri (e meu guarda roupas comigo) de velhice precoce. Não tenho o hábito de usar aquilo que a maioria das publicações especializadas em moda consideram adequado para minha idade. Agora, especificamente nesta fase maternal, acho que piorei.
Pensando no assunto percebi que existe todo tipo de mãe, nova, velho, gorda, magra, feia, bonita e também as sem noção. Pelo menos sem noção da vergonha que fazem seus filhos passar quando vestem certas roupas. Separei alguns casos específicos, mas que fique claro que é a minha opinião pessoal e não uma regra. 
E para especificar bem que a roupa pode, sim, trazer alguns (pré)julgamentos resolvi dividir as fotos em três conceitos: Piriguete (com certeza você conhece uma), Meus 20 e poucos anos (roupas jovens e fresh, mas nem sempre adequadas a filhos) e Mamãe pode (o que eu me sinto confortável tanto em usar quanto em ver outras - inclusive a minha - mães usando).


1. Vestido
Peça clássica do guarda roupa feminino, o vestido exala feminilidade como nenhuma outra peça de roupa.
A primeira foto exemplifica bem que nem toda roupa é adequada a qualquer pessoa. Piriguetíssimo, o vestido soma decote +estampa + mini comprimento.
O segundo exemplo é lindo. Fresh, moderno, quase comportado. Mas não consigo imaginar uma mãe abaixando confortável e elegantemente pra conversar com seu filho com uma saia tão curta. 
O terceiro vestido, apesar de não conhecer nenhuma mãe tão magra quanto a VB é a tradução do que eu imagino quando penso em maternidade. Chic e elegante, mantém um comprimento adequado e uma cor alegre.


2. Macacão
Macacão de couro, só a Mulher Gato, e por ser ficção. 
Os dois exemplos "meus 20 e poucos anos" são lindos e usáveis, mas o preto tem um decote que eu fecharia meus olhos se visse minha mãe usando e o estampado, de novo, tem comprimento inapropriado para lidar com crianças. 
Quem faz questão de usar decote pode optar pelo decote em V (desde que não termine perto do seu umbigo), de um ombro só , ou por um recorte estratégico nos ombros. O modelo cinza é ótimo para quem precisa de sobriedade no trabalho e conforto dentro de casa.


3. Saia
Pra quem achou a primeira foto bonita fica a dica: Pirigueti de boutique ainda é pirigueti. 
Em relação à segunda foto, eu adorei o look, mas não consigo imaginar uma mãe de saia de tutu, fica parecendo que roubou do guarda roupa da filha, sabe?!
A saia longa preta é conforto + elegância = mãe linda. Saia lápis com camisa é clássico para mães que trabalham fora. Saia longa estampada é uma boa opção para dar uma modernizada sem perder conforto e elegância.


4. Calça
Legging + top + estampa = .... pirigueti é pouco.
Calças estampadas são lindas, além de serem super tendência. Mas não acho que combinem com mães. Preconceito puro e simples. Mas quando olho para aquelas fotos não vejo mães, vejo garotas que querem se divertir.
As duas últimas fotos trazem exemplos lindos pro trabalho e pro lazer. Amo essa palazzo pant da Grazi, é inusitada de tão simples e linda. Duas opções para um visual lindo e que não irá se desfazer na presença de uma criança.

No fundo, no fundo, vale quase tudo (menos macacão de couro colado) desde que haja bom senso. Pense em como você se sentiria se visse sua mãe vestida assim te buscando na escola. E antes de dizer que não vai mudar todo seu guarda roupa só porque virou mãe, lembre-se que ser mãe é escolha.

Quase lá...



A isabela está oficialmente chegando!! 
Nunca imaginei que o simples fato de marcar a data me traria emoções tão fortes. É muita alegria, ansiedade, curiosidade, amor, tudo junto, embalado no mesmo pacotinho chamado Isabela.
Ser mãe realmente muda a vida da gente, não só a vida, mas a maneira como a gente vê a vida, muda nossas percepções, nossas preocupações. Mas, mais que tudo, aumenta a esperança. Esperança de que, educando você pode fazer parte de um mundo melhor.
A minha benção tá chegando, sem tardar e caprichada.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Calças estampadas

Confesso que na minha adolescência quando eu pensava em calças estampadas o que me vinha à mente eram bandas de punk rock com calças xadrez, cabelos moicanos e piercings. Em tempos que moicano é sinônimo de jogador de futebol as estampas das calças também evoluíram e diversificaram muito.


Mas nem só de xadrez vivem as atuais calças estampadas. Após o (triste) boom das calças coloridas comandado pelo Fiuk e cia ltda, as mulheres também resolveram inovar sem se preocupar muito com a opinião masculina. Adorei a de oncinha, achei e de poás uma alternativa discreta, a com a barra colorida ficou elegante e moderna e a tie-die foi um risco que deu certo. Bons exemplos de como usar a moda sem ficar caricata.

Coque Donut


Já faz um tempinho que eu tinha achado essa informação na net, mas na época não consegui postar o vídeo que eu tinha achado. Agora, com todo o meu tempo livre (leia-se: repouso absoluto e obrigatório), lembrei da dica, e consegui achar um outro vídeo no YouTube que contém as explicações de como fazer tanto o acessório como o coque em si.

video

Vale muito pra conseguir um visual arrumadinho, seja pra trabalhar, passear ou ir naquela festa que não teve como ir no cabeleireiro antes. Você vai precisar de 2 meias (1 de lã e 1 social da cor do seu cabelo), 2 elásticos fininhos, grampo e spray fixador. Também é possível encontrar o acessório (uma esponjinha) pronto, mas nos blogs que eu vi, só se você fizer uma viagem ao exterior.

Foto: Google Imagens
Vídeo: YouTube

Desejo do dia


Desejo do dia: Um abraço bem gostoso da Isabela... aqui do lado de fora!

Foto: Google Imagens

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Pensando na maternidade


Quando eu pensava na palavra mãe as coisas mais banais me vinham à cabeça. Aquele prato delicioso que só ela consegue deixar tão delicioso. Aquela roupa que todo mundo odiou, mas você e ela acham que você fica linda! O fato de ela sempre tentar te agradar, mesmo quando você não quer ou merece.
Ser mãe é estar sempre presente. Talvez não seja assim com todo mundo. Mas comigo é. Minha mãe é dez. Grávida, eu fico pensando em tanta coisa que ela passou por mim, ela riu, chorou, gritou, se desesperou, se assustou, se resignou, se renunciou. E acho que ela nunca acreditou que eu realmente pudesse entender. E na maioria das vezes eu não entendia mesmo, seja por não ter condições de entender ou por não querer entender. Mas sempre, em toda e qualquer circunstância que pôde, ela esteve lá.
Hoje eu chego mais perto de entender, pois entendo que, com minha filha, eu quero ser o mais próximo que eu conseguir da minha mãe.

Meia Calça

Muito antes de Lady Kate (Midleton) cruzar o mundo com suas obrigatórias (ou protocolares) meias calças transparentes a imagem que me vem à cabeça ao pensar em pernas levemente cobertas é a de Queen B. cruzando o Upper East Side com meias muito mais coloridas, diferentes, interessantes.


Inverno vem, inverno vai, elas estão sempre presentes ao menor sinal de temperaturas baixas. Desde as pretinhas básicas (que me lembram cerimonialistas! hehe) até as estampadas, passando pelas coloridas e pelas arrastão, a meia calça é uma ótima pedida pra incrementar (e aquecer) o look de inverno.  Sem contar que é grande o número de homens com algum tipo de fetiche incluindo as dita cujas.


No meu inverno nada básico o desejo da vez é a com estampa de oncinha. Não sei se grande ou pequena, tipo arrastão ou colorida, mas é o desejo da vez... Se eu vou efetivamente usar, isso é algo beeem diferente.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Pensamento do dia


Kim Kardashian

Fiquei passada, pasmada, impressionada, boquiaberta. Ver a socialite Kim Kardashian que chega a ser noticia quando sai sem make (tipo, na academia) com essa cara foi meio que assustador. Com certeza uma comprovação do que uma conta bancária com alguns milhões de dólares pode fazer pela imagem de uma pessoa.


Nessa hora tudo o que eu consigo pensar é: 
"Não existe mulher feia, existe mulher pobre."


Fonte (da foto): Fashionismo

Saudades...

Pra todos que já tiveram que ficar longe quando queriam estar perto.




Long Distance (Bruno Mars)

There's only so many songs

That I can sing to pass the time
And I'm running out of things to do
To get you off my mind
Ooohh, no

All I have is this picture in a frame
That I hold close to see your face every day

With you is where I'd rather be
But we're stuck where we are
And it's so hard, you're so far
This long distance is killing me
I wish that you were here with me
But we're stuck where we are
And it's so hard, you're so far
This long distance is killing me

It's so hard, it's so hard 
Where we are, where we are
You're so far, this long distance is killing me
It's so hard, it's so hard 
Where we are, where we are
You're so far, this long distance is killing me

Now the minutes feel like hours
And the hours feel like days
While I'm away
You know right now I can't be home
But I'm coming home soon, coming home soon

All I have is this picture in a frame
That I hold close to see your face again

With you is where I'd rather be
But we're stuck where we are
And it's so hard, you're so far
This long distance is killing me
I wish that you were here with me
But we're stuck where we are
And it's so hard, you're so far

Can you hear me crying?
Can you hear me crying?
Can you hear me crying?

With you is where I'd rather be
But we're stuck where we are
And it's so hard, you're so far
This long distance is killing me
I wish that you were here with me
But we're stuck where we are
And it's so hard, you're so far
This long distance is killing me

It's so hard, it's so hard 
Where we are, where we are
You're so far, this long distance is killing me
It's so hard, it's so hard 
Where we are, where we are
You're so far, this long distance is killing me

There's only so many songs
That I can sing to pass the time...



Fonte: Vagalume

Meli$$a

Como boa Melisseira que sou, adoro ficar espiando a loja virtual da marca. É ótimo pra conferir novidades e flagrar algumas promoçõezinhas básicas #consumidoracompulsiva.
Como amante antiga das sandálias de plástico vi, durante muito tempo, a evolução de conceito, designe, mas, pior de tudo, de preço. Adoro Melissa, é fato. Mas gastar tantos $$$$$ em uma peça fabricada em plástico nem sempre é encorajador. Diversas vezes deixei de comprar um modelo ou outro pelo fator monetário, já que poderia trocar por um calçado com material mais nobre e usável pelo mesmo rombo no cartão.


No próprio site várias Melisseiras reclamam de como os preços estão ficando cada vez mais salgados e consequentemente abalando o doce sabor de ter uma "Melissinha" novinha nos pés.
Entretanto, a poucas semanas tive uma boa surpresa ao entrar no site e ver o modelo Possession, versão da tradicional Aranha (clássico dos clássicos da minha infância), em promoção e com frete grátis. Foi muita emoção pro meu pobre coração! Saquei o Visa e TIVE que fazer o pedido.


Dias depois (bem poucos dias, pois o frete grátis, na ocasião incluía o Sedex) a emoção de receber em casa, com conforto e comodidade meu pacotinho encantado. E por R$59,90. O meu modelo novíssimo veio em vermelho flocado, linda!! Fiquei toda nostálgica com meu modelito relembrando a infância com o cheirinho de chiclete de Melissa novinha. 

PS: A imagem dos outros modelos é para exemplificar o post. R$89,90 pode parecer pouco, mas se você contar que sua pequena vai usar por pouquíssimo tempo, é de pensar 2 vezes. Tá na hora de as Mini Melissas terem Mini preços #ficaadica.